Certamente você já ouviu falar que o principal fator de valorização de um imóvel é a sua localização. De fato, essa é uma característica importante que não deve ser desconsiderada na avaliação do seu investimento, mas outros aspectos igualmente importantes também podem ser ponderados dentro da região que você escolheu investir.

Muitos especialistas consideram que a relação de oferta e demanda é um dos indicadores-chave de desenvolvimento, ou seja, quanto mais pessoas interessadas em imóveis em determinada região, maiores são as possibilidades de investimento em infraestrutura e aplicação de recursos, e maiores são as chances de crescimento daquele bairro. Esse é um indicador que também determina o valor final do metro quadrado. Goiânia, por exemplo, fechou o ano de 2018, como a segunda cidade com maior valorização no preço dos imóveis, segundo o índice FipeZap.

Apesar de o preço do metro quadrado ter aumentado em 2,5% no ano passado, em fevereiro deste ano, Goiânia foi a capital que apresentou o menor valor médio por metro quadrado, destacando-se na segunda posição com o valor de R$ 4.254/m², o que é bastante positivo para o consumidor goianiense em termos de investimento.

Segundo o vice-presidente da Ademi-GO, as perspectivas de crescimento para o mercado imobiliário em Goiás em 2019 são as melhores possíveis. “Estamos em um ano que apresenta um bom cenário político e isso faz com que o consumidor ganhe confiança para adquirir um imóvel. Além disso, o crédito abundante extingue o receio dos compradores”, explica.

Diante do cenário otimista, investir no mercado imobiliário é com certeza uma ótima opção e este é o momento ideal para aproveitar taxas de juros e inflação mais baixas, e consequente aumento do poder de compra. Mas, antes de fechar um negócio, é importante considerar outros elementos que influenciam diretamente na relação custo-benefício, como a tendência de valorização em determinadas regiões de Goiânia.  Entretanto, antes de classificar se um bairro é bom ou não para investir, vamos analisar alguns itens que podem influenciar nessa escolha.

Histórico de valorização

Avalie o histórico de crescimento dos principais bairros da cidade. Uma breve pesquisa no Google irá te ajudar a identificar os bairros que tiveram melhores índices de valorização nos últimos anos, assim como a curva de interesse por determinada região. Considere o período de 3 anos acima de valorização, pelo menos, pois o potencial é de médio a longo prazo, baseado em uma série de fatores.

Se você procura regiões para investir, outra sugestão é pesquisar em sites de classificados de imóveis para avaliar o estoque de produtos (quantidade de imóveis disponíveis) por bairro. Por exemplo, pesquise a quantidade de apartamentos disponíveis para alugar no Setor Marista e o valor que está sendo cobrado por aluguel. Regiões mais antigas, tendem a praticar taxas menores e consequentemente ter um potencial de valorização mais baixo.

Se você procura por uma região para morar, avalie o estoque de vendas e os valores cobrados. Com base nessas informações, você terá uma noção melhor de quais bairros estão se valorizando mais.

Infraestrutura

Um dos maiores indicadores de valorização de um bairro é a evolução da sua infraestrutura. Quanto maior for a implementação de melhorias, como saneamento básico, asfalto, transporte público, iluminação, segurança e outros itens também significativos, maior o potencial de expansão daquela região. Você já deve ter reparado que bairros periféricos possuem um crescimento mais acelerado em relação às áreas mais nobres de Goiânia. À medida que essas regiões se desenvolvem, a qualidade de vida dos moradores aumenta e a demanda por investimento também cresce na mesma proporção.

Bairro Eldorado
Bairro Eldorado

Por outro lado, investir em uma região de valorização mais lenta, embora seja uma escolha mais arriscada, tende a ter um resultado maior no retorno sobre o investimento a médio ou longo prazo.

Por isso, investir em bairros planejados pode ser a melhor saída para fazer um investimento mais garantido, pois já contam com espaços urbanos projetados para atender as necessidades da população e oferecem maior atratividade para regiões pouco abastecidas, como é o caso do Setor Eldorado, que possui uma estrutura própria de comércio e serviços.

Conveniências

Segundo a Organização das Nações Unidas (ONU), a estimativa é que Goiânia atinja 3,1 milhões de habitantes até 2035, e para comportar esse crescimento, já estão sendo aprovados projetos de desenvolvimento urbanístico na capital para promover um desenvolvimento sustentável, focados em serviços essenciais ao cidadão. Regiões mais adensadas, como as do Shopping Flamboyant, Goiânia Shopping e Passeio das Águas, são regiões que, embora não tenham sido projetadas para esse fenômeno de centralidade, tiveram seu crescimento estimulado após a implantação de importantes pontos de comércio e serviço, tornando-se polos extremamente atrativos para moradia, negócios e educação.

Percebe-se que as centralidades são um fenômeno mundial e que vêm ganhando força em Goiânia, como principal solução para as questões de mobilidade, conveniências e ganho de tempo. Ainda que vistas como facilitadoras do dia a dia dos grandes centros urbanos, elas são principalmente um ponto de discussão de saúde pública, pois estimulam hábitos saudáveis e proporcionam melhor qualidade de vida.

Por isso, bairros que oferecem grandes comodidades como escolas, parques, shoppings e comércios tendem a valorizar mais rápido, pois a demanda de pessoas que buscam conforto cresce na mesma dimensão. Além disso, esses lugares passam a ser verdadeiras comunidades, conectadas pelos mesmos objetivos: morar em um lugar de fácil acesso, ter segurança e estar mais próximo da natureza. A exemplo disso, aqui em Goiânia temos o Setor Pedro Ludovico, um dos bairros mais antigos da capital e que se destaca pelo seu comércio diversificado e edifícios residenciais de arquitetura moderna. É também considerada uma das regiões mais valorizadas e centrais de Goiânia.

Setor Pedro Ludovico

Além de concentrar diversas comodidades, o bairro conta com um parque ainda pouco urbanizado, o Jardim Botânico e vias de acesso rápido para os principais pontos da capital. E enxergando todo o potencial de crescimento desse bairro, a CMO Construtora conta com o último lançamento feito na região, o Residencial Porto Ludovico, localizado no coração do Setor Pedro Ludovico. Ficou curioso para conhecer mais sobre o empreendimento? Clique aqui e saiba mais sobre o projeto.

O Parque Amazônia é outro bairro que oferece uma grande quantidade de conveniências. Seu desenvolvimento se mostrou mais expressivo na década de 90, quando passou a ser ocupado por uma população de maior poder aquisitivo. Hoje ele é considerado um dos bairros mais bem desenvolvidos da capital, principalmente por contar com uma boa infraestrutura, praças planejadas e destinadas a prática de esportes e por oferecer uma boa relação de custo-benefício no valor do metro quadrado.

Projetos do governo

Antes de determinar se um bairro tem potencial de crescimento e valorização, olhe sobretudo para o futuro, para as perspectivas e planos de zoneamento, se há projetos de melhoria previstos. Pesquise por informações e decisões governamentais, avalie quais projetos estão em andamento naquele bairro, quais empresas estão se aproximando de lá, como, por exemplo, a construção de um novo complexo comercial, ou mesmo a duplicação de uma avenida. Procure saber se haverá revitalização de parques e praças. Todas essas informações são importantes para medir as possibilidades de valorização da região.

Parque Cascavel

Alguns itens podem influenciar positivamente ou negativamente, pois a liberação de determinados projetos podem impactar o fluxo como um todo, como, por exemplo, a construção de um parque, que agrega em termos de desenvolvimento humano, e por outro lado, uma proposta de construção de um presídio na região, que pode depreciar consideravelmente o valor dos imóveis.

Perspectivas do mercado

Identificar as possibilidades de crescimento de um bairro não é uma tarefa exata, pois da mesma forma que uma iniciativa pode trazer benefícios, a longo prazo ela pode intervir desfavoravelmente àquele bairro. Mas, uma boa forma de entender se uma região terá tendência de crescimento, é considerar o número de lançamentos imobiliários previstos para ela e seu entorno. Isso é o que chamamos de micro e macrorregião. A microrregião compreende um raio de até 2 km de extensão daquele bairro. Já a macro, acima de 2 km de amplitude.

Sabemos que Goiânia possui bairros muito próximos uns dos outros, mas com perspectivas completamente diferentes, como é o caso do Jardim Goiás, que é um bairro adensado e possui áreas vizinhas excelentes, mas por outro lado localidades igualmente ruins. Por isso, lançamentos imobiliários vão definir qual é o potencial que o mercado está apostando.

Pense na seguinte situação: se durante 12 meses, houver um grande número de lançamentos no bairro Jardim América, isso significa que esse bairro tem uma perspectiva grande de valorização. Bairros que se concentram no entorno de outros, com lançamentos de bons empreendimentos também ajudam a valorizar o setor vizinho.

Poder Aquisitivo

O IBGE é o Instituto de Brasileiro de Geografia e Estatística, e é responsável pelos levantamentos demográficos e pesquisas estatísticas dos mais diversos temas, e um deles é justamente o levantamento do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) por região, que está disponível no próprio site do instituto. Faça uma pesquisa para avaliar o crescimento da renda nos bairros, pois o potencial de compra dos moradores da região influencia diretamente na valorização.

Bairros que concentram um poder aquisitivo maior, atraem investidores e novas instalações para movimentar o comércio e consequentemente possuem grandes chances de crescimento a médio e longo prazo.

Goiânia tem boas perspectivas de crescimento para os próximos anos, principalmente para quem deseja investir em imóveis, pois como apresentado no início desse artigo, algumas pesquisas já confirmam expectativas positivas de desempenho. Além de ser considerada uma das melhores capitais para se viver, é uma das cidades que possuem as melhores condições de investimento, por ter um dos metros quadrados mais baratos, se comparado a outras capitais do Brasil.

Estamos em um ótimo momento para apostar e colher retornos positivos, pois as taxas de juros estão favoráveis e essa é a chance que você tem de adquirir um imóvel por um valor menor e obter um ótimo lucro futuramente, principalmente se optar por regiões que estão em desenvolvimento e sendo reaquecidas por novos lançamentos imobiliários.

Mais um motivo forte para confiar, é que as construtoras estão sempre investindo em pesquisas e procuram por bairros que possuem grandes probabilidades de serem bem aceitos pela população, por visarem continuamente o sucesso de seus lançamentos.

Os itens que definem a valorização ou não de um bairro podem ser relativos e bem subjetivos. Entretanto, uma boa pesquisa e uma análise cuidadosa dos pontos que mencionamos aqui, podem te ajudar a fazer o melhor investimento possível!

Agora que você já sabe tudo sobre a valorização dos bairros, que tal conferir os lançamentos imobiliários previstos para esse ano? Clique aqui e saiba mais!

(Visited 34 times, 1 visits today)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *